Just another WordPress.com weblog

Geral

De volta… e de partida!

Faz amanhã um mês que não ponho aqui os cotos. Quando estudava era aos três posts por dia, até anotava as coisas num caderninho para não me esquecer. Agora!? Fora de questão!! Mesmo que ainda tenha uma réstia de pensamento revolucionário ou uma ideia borbulhante para expor aqui, não dá! É daquelas ironias: quando há tempo, não há cabeça; quando há cabeça, não há tempo! E estou a escrever isto muito a custo, porque estou com uma soneira que até trouxe saltos para ver se caio de vez (houve uma ameaça à vinda para o trabalho). E sempre que me ausento mais do que o normal, presenteio-vos com o parágrafo habitual de lamentações por causa da minha falta de tempo, mas acontece que se trata mais de um desabafo do que uma apresentação de desculpas.
Bem, isto tudo para vos dizer que estou disposta a arranjar histórias para colocar aqui. Como tal, eu e mais uns 4 malucos como eu, vamos alugar uma autocaravana e ir para Madrid na próxima sexta-feira, para o Parque Warner Bros, para limparmos a cabeça à velocidade da montanha-russa mais rápida da Europa… Claro que tinhamos que andar umas dez vezes para ficarmos totalmente purificados. E é certamente o que vamos fazer… como da última vez. Mas, desta vez, vamos levar uma máquina fotográfica e, se não cair em nenhum looping, iremos reportar minuciosamente o fim-de-semana!

Bem, vamos lá! Vamos trabalhar!

Anúncios

Ciúme ou Territorialidade?

Isto é dedicado a uma pessoa que eu cá sei…

Coloquei o link da página destes cartoons (Cyanide and Happiness © Explosm.net), nos “Sites de Interesse”. É de chorar a rir!


Dia Mundial da Água


Última escuta ao Socas!!

Sócrates: Olá Quiem habla???

Juan Carlos : Aqui habla El Rey D. Juan Carlos de Espanha!

Sócrates: Como está Juan, lhabes quem habla?

Juan Carlos: Si si persupuesto

Sócrates: Daqui habla Rosé

Juan Carlos: … Mateus???

Sócrates: No,no, Joossé?

Juan Carlos: Ahhhh Mourinho ??? !!!!!

Sócrates : No,no, Sócrates…de Portugal

Juan Carlos: Ah si. Como vás, bien?

Sócrates: No tanto. yá tive mejores dias

Juan Carlos: …Entonces, que passa…

Sócrates: Mira Juan, necessito de ayuda tuya para

hablares con Manuela e le digas “ porque no te calhas ”

Juan Carlos: Entoces porque no ! Esso és mi especialidade.

a demás és una buena oportunidad de vingança por ella no crer o TGV.

Sócrates: No,no, és esa és la otra

Juan Carlos: …Como asi, anal ay otra?

Sócrates: Claro que si. És una ninha de la TVI que tiene um periódico por la notche

de Viernes que saca essa notche para mi apertar los huevos. Intiendes?

Juan Carlos: Óh si yo lo sei, és una muchacha que tiene una gran boca más pariciendo um cherne… e

Sócrates: ….Tiene cuidado com lo cherne, porque és um pescado muy apreciado por el

presidente de la Union Europeia e puedes ser mal interpretado.

Juan Carlos: Vitorino yá my hablado sobre esa ninha.

Sócrates: Áh si. Vitorino el cantante de Redondo?

Juan Carlos: No no, Vitorino el redondo no cantante !

Sócrates: Ummm! Ummm! Sua alteza está siempre bien disposto!

Juan Carlos: Uste tranquillo josé . Yo não tengo nada importante para acer, solamente unas

viagenzitas im my iate e me voy a ocupar personalmente com tuio problema. Yo me voy a lhamar

el Polanco e lo otro o Dr. Cebrién e nosotros vamonos a calhá-la.

Sócrates: Porreiro pá !

Juan Carlos: Que dices?

Sócrates: Gracias pá !

Juan Carlos: No ay que dar-lhas , mas tienes que ayudar-me a resolver o cazo Zapat…

…… pipipipi corte da chamada

Como podemos ver só assim foi possível que a Manuela deixasse a Antena.

Como diz o ditado popular: Só as Grandes guras conseguem destruir os grandes Figurões.

José Fiel da Fonte Segura

PS. Se encontrar erros nesta transcrição, eles reetem elmente o

Castelhano de Sócrates e Português de Juan Carlos.

*Recebido por email

 

(mais…)


O fatídico 750

E por pouco que me esquecia de vos contar a minha última estranha experiência dentro de um autocarro da Carris, na passada sexta-feira (dia 12). A última, e mais emblemática, foi sem dúvida quando fui bombardeada por balões de água na altura do carnaval, no ano passado. E o mais interessante é que, o que vos vou contar agora, passou-se no mesmo autocarro: o fatídico 750!
Tinha acabado de o apanhar na Marchal Gomes da Costa quando, logo a seguir, à frente da RTP, uma senhora tem um ataque epiléptico dentro do autocarro e simplesmente cai contra a porta, mesmo à minha frente. Demorei uns dois segundos a reagir e tentei, juntamente com mais gente, levantá-la. Por momentos pensei que tivesse ido desta para melhor, e já rogava pragas à minha triste sorte por aquele desfecho de semana que, por sua vez, não foi muito fácil. Fiquei aliviada quando vi a consciência a regressar. Não falava, acho que nem percebia o que lhe estava a ser perguntado. O autocarro parou. As pessoas sairam todas para apanharem um outro que tinha sido propositadamente reservado para o efeito. Eu achei que devia ficar. Ficou uma rapariga (daquelas pessoas que até gostávamos de conhecer melhor) que auxiliou e ligou para o 112, o motorista, e a vizinha (que por acaso lá estava) mais as suas duas crianças.
Quando chegou a equipa, começaram a fazer as perguntas da praxe e, pelo que percebi, a senhora já tinha tido, pelo menos, dois ataques nessa semana. Como fui a única ali que tinha testemunhado o ocorrência tive de responder também eu a umas quantas perguntas. A senhora recusou-se a ir para o hospital, com o argumento de que a casa ficava dali a uma paragem, pelo que não havia necessidade. Os para-médicos lá acederam contra a sua vontade, e seguiu-se viagem.
A parte ainda mais ligeira, quase cómica, daquele episódio foi o ver senhor motorista aos biqueiros à porta encravada pela queda da senhora (agora imaginem… foi mesmo em queda livre).
Foi a primeira vez que vi uma cena daquelas, e prometi a mim mesma que ia tirar um curso de socorrismo assim que pudesse!

Uma semana difícil..


Manhã no Metro

Eram 8h30 da manhã de hoje quando apanhei o Metro. Estava pedrada de sono. O cheiro álcool e a barulheira do pessoal (madeirense segundo deduzi)que vinha da noite não me incomodavam de todo. Estava de olhos fechados e dois rapazes dirigem-se na minha direcção e tentam falar (sim, porque linguagem de bêbedo só percebe quem está bêbedo, né?) e meter conversa com questões triviais. Um deles pergunta se não quero ir a “um after” com eles. Respondo que era boa ideia mas que tinha que ir trabalhar. Para me tentarem fazer mudar de ideias, mostraram-me uma garrafa de Jameson por abrir. “Vocês tratam-se bem!”, observei. Depois de mais umas insistências, um dos rapazes pergunta-me se já fiz um donativo para a causa da Madeira. Achei tão caricata a situação que lancei uma gargalhada com vontade, e respondi que não – ele franziu o sobrolho – mas que em princípio ia lá no Verão. Cheguei à minha paragem, despedimo-nos com um “Bom trabalho!” e um “Divirtam-se!”.

Woow…!


Optimismo acima de tudo!!

A riqueza depois dos 40…

“Nunca pensei que a partir dos 40 pudéssemos ter uma riqueza tão grande!!!

Prata nos cabelos. Ouro nos dentes. Pedras nos rins. Açúcar no sangue.

Chumbo nos pés. Ferro nas articulações.. E uma fonte inesgotável de gás natural…”.

 

Já há bastante tempo que não coloco textos da minha autoria porque, felizmente e/ou infelizmente, não tenho tido muito tempo nem muita cabeça para expôr teorias e explanar mais uma causa revolucionária. Nos próximos meses darei início a uma nova fase e, por isso, até lá vou andar a 30%. Mas porque a minha criatividade está em baixo, não quer dizer que vos prive de uns conteúdos para vos fazer lançar umas gargalhadas (pronto, um sorriso amarelo…). Ah, a culpa é muito do Facebook também! Sucker!


Estatística

Acabei de receber por mail! E achei mais piada porque me fez lembrar uns desenhos animados que adorava: G-Force!(*) E não estou a falar daquele filme de animação com hamsters super-heróis.

 

(*)


Publicidade


Café à Sporting…

 E continuam!!…

  Depois da bica cheia e da “italiana”,

Chegou ao mundo dos cafés mais uma inovação…
 


 
Um indivíduo, chega a uma pastelaria e diz:
 
– Quero um café à Sporting!
 
O empregado, estupefacto, pergunta:
 
– À Sporting ?? Como é que eu tiro isso? 
 
– É fraquinho, fraquinho,  muito fraquinho…